Sozinha






Lá estava eu sozinha, até que vi você triste e me sentei ao seu lado. Começamos a conversar, contar segredos, problemas, medos, e ali eu achei que tinha nascido uma grande amizade. 

Durante 6 meses você me tratava de modo especial, beijos no topo de minha cabeça e nas minhas bochechas, me pegava no colo, me virava de ponta cabeça, falava que eu era bonita, que me amava, como amigo é claro, mas não deixava de me sentir especial. Tivemos uma simples discussão durante esses 6 meses e terminou com “eu te amo”. 

Eramos melhores amigos, você dizia que seriamos amigos para sempre. Mas passou a virado do ano, mais discussões apareceram, descobri que não era a unica “melhor amiga” sua, você tinha varias como eu, eu não era especial. E voltei para onde estava no começo: sozinha.